A Resolução POVOAR mudou…Cuidado com o novo vestibular e com o abandono…seu CR pode permanecer o mesmo…Como burlar a CEG 01/2016

 

prefeito-precisa-ter-a-estrategia-clara-500x330

 

Muitos alunos estão tendo sérios problemas ao realizarem novo vestibular, pois acabam sendo enquadrados na Resolução do CEG 06/2010 a famosa POVOAR. Esta resolução nasceu numa tentativa da UFRJ diminuir a chamada “lavagem de histórico”, o aluno fazia novo vestibular para o mesmo curso em questão, trazia as disciplinas cursadas para a nova matrícula e seguia com seu CR limpo e novinho em folha para terminar a graduação e sair bonito na foto. Este procedimento prejudicava muito a instituição, pois na verdade essa porcentagem de alunos que apenas “mudavam para o mesmo lugar” impedia o ingresso de novos alunos. Tomemos como exemplo um vestibular com 1000 vagas, se dessas mil vagas 300 alunos da UFRJ estiverem realizando vestibular de novo para o mesmo curso, na verdade temos 300 ingressantes a menos e os alunos antigos acabam ficando no mesmo lugar que estavam antes apenas limpando o CR.

A Resolução CEG 06/2010 regulamenta como fica a distribuição das vagas ociosas do vestibular entre as demais formas de ingresso como Isenção de Vestibular, Transferência Externa e Mudança de Curso, e também normatiza a questão das dispensas.

No Artigo 39 Parágrafo 3 temos a seguinte pérola

Art. 39 §3º. O aluno referido no § 3 Art.2º (ingressante de vestibular já com matrícula ativa),que optar pela nova matrícula, terá sua matrícula anterior cancelada e as disciplinas cursadas na UFRJ, em curso pertencente ao mesmo CENTRO (esse é o ponto mais polêmico) e cursadas no prazo não superior a 5 (cinco) anos, serão automaticamente lançadas no Boletim Escolar, com as notas e TODOS os resultados obtidos no curso anterior (isso incluiu as reprovações).

É isso aí, em resumo: quem fizer vestibular de novo e ingressar para qualquer curso do mesmo CENTRO e tiver com uma matrícula ativa, na hora que optar pela nova já vai ser implantado com TUDO, todas  as aprovações e reprovações do registro anterior num intervalo de cinco anos.

A idéia que deu origem a Resolução é muito válida, se levarmos em consideração a questão que expus no argumento inicial e lembrarmos do agravante de que a instituição recebe verba proporcional à quantidade de alunos, porém o Conselho de Ensino de Graduação havia decidido que ao invés de “mesmo curso” a “punição” tivesse abrangência maior, então usou-se o termo “mesmo centro”. A questão era muito polêmica e meio sem noção, pois existem realidades muito distintas dentro dos centros da UFRJ, e ainda tem a questão dos cursos Multi unidades (Relações Internacionais, BCMT, Defesa e Gestão, Gestão Pública, Nanotecnologia), estes cursos estão vinculados a um centro mas possuem características totalmente peculiares .

Exemplos dos problemas que surgiram : se um aluno da Dança ou da Educação Física  faz novo vestibular para Medicina ou Farmácia, ele vai levar todas as disciplinas anteriores e vai manter o mesmo CR pois são cursos do CCS. Caso análogo seria o de um aluno de Oboé ou Trompa que porventura viesse para Escultura, Gravura ou Letras Árabe, todos esses cursos são do CLA e os alunos manteriam o CR apesar dos cursos representarem realidades muito distintas. Um aluno do BCMT não pode ir para Meteorologia, Geografia, Geologia, Matemática ou Física sem levar as reprovações, pois apesar de ser um curso Multi, ele está vinculado ao CCMN.

Mas….

O CEG recentemente rediscutiu a Resolução e alterou alguns tópico, lançando a Resolução CEG 01/2016.

A principal alteração está descrita abaixo:

Art. 2º . O estudante ingresso na UFRJ por qualquer das possibilidades previstas no artigo 1o desta resolução, ao confirmar sua matricula, não poderá estar matriculado simultaneamente na UFRJ ou em outra Instituição de Ensino Superior Federal, Estadual ou Municipal; constatada tal ocorrência, uma de suas matrículas será cancelada em conformidade com o Art. 3º da Lei 12.089 de 11/11/2009.

Art53. §3º O aluno referido no § 1 do artigo 4º que optar por nova matrícula, no mesmo curso de ingresso anterior, terá sua matrícula anterior cancelada. §4º O aluno contemplado pelo parágrafo terceiro desse artigo terá todas as notas e todos os resultados obtidos nas disciplinas do curso anterior transferidos para o novo Boletim Escolar.

A principal alteração foi a mudança do termo “mesmo centro” para “no mesmo curso” de ingresso anterior, sendo assim cai a questão de vestibular para curso do mesmo “centro” e passa a vigorar literalmente “mesmo curso”, porém com algumas restrições e entendimentos para “mesmo curso”:

§6º Para aplicação do disposto no parágrafo §3º deste artigo, entende-se como um mesmo curso aqueles listados em cada uma das alíneas a seguir:
a) Todos os cursos de graduação oferecidos pela Escola Politécnica;
b) Todos os cursos de graduação oferecidos pela Faculdade de Letras;
c) Todos os cursos de graduação oferecidos pelo Instituto de Biologia;
d) Todos os cursos de graduação oferecidos pela Escola de Comunicação;
e) Todos os cursos de graduação oferecidos pelo Instituto de Química.
f) Todos os cursos de graduação da Escola de Música.
§7º O aluno referido no §1 do artigo 4º desta resolução que optar por nova matrícula, em curso diferente daquele de ingresso(s) anterior(es), terá sua matrícula anterior cancelada e as disciplinas cursadas com aprovação na UFRJ, em prazo não superior a 5 (cinco) anos serão automaticamente lançadas no Boletim Escolar, com as notas e todos os resultados obtidos no(s) curso(s) anterior(es).

Sendo assim o critério continua valendo por exemplo para o aluno que muda de engenharia ou muda de habilitação nos cursos da Escola de Música… Fiquem atentos

Outra mudança significativa foi:

§5º O aluno com situação de matrícula cancelada por abandono, há menos de cinco anos, que obtiver nova matrícula por concurso de acesso na UFRJ no curso de ingresso anterior terá todas as notas e todos os resultados obtidos nas disciplinas do curso anterior transferidos para o novo Boletim Escolar.

Isso significa que: Se vc não tá mais a fim…trate de pedir o cancelamento de sua matrícula, pois caso venha a realizar novo vestibular num intervalo de cinco anos, o SIGA vai lá nos mortos, revive sua matrícula e ressucita aquele seu CR 2,5 na matrícula nova….

Diante da atual situação continuo sugerindo uma dica para “fugir” legalmente da Resolução:

Art 53. §3º O aluno referido no § 1 do artigo 4º que optar por nova matrícula, no mesmo curso de ingresso anterior, terá sua matrícula anterior cancelada. §4º O aluno contemplado pelo parágrafo terceiro desse artigo terá todas as notas e todos os resultados obtidos nas disciplinas do curso anterior transferidos para o novo Boletim Escolar.

A Resolução deixa claro que o aluno que “optar” pela matrícula nova vai ser enquadrado, sendo assim só é enquadrado quem tem matrícula ativa no semestre anterior ao novo ingresso. Sendo assim se você já sentiu que não quer ficar no curso atual, está inscrito no ENEM e planeja ingressar novamente em 2014-1 , a única maneira de fugir legalmente da POVAR é pedir o cancelamento de 2013-2 e liberar a vaga, porque na hora do ingresso em 2014-1 você não terá “matrícula ativa” e não terá o que “optar”, o seu semestre anterior (2013-2) será um semestre com uma matrícula cancelada e você não será enquadrado na Resolução.

É claro que vai existir o ônus de ficar um semestre sem cursar nada, mas alunos que já estão planejando novo vestibular na verdade acabam abandonando e gerando reprovações que serão justamente o problema na hora da migração, então se você se enquadra neste caso é melhor cancelar e focar nos estudos para ingressar em 2014-1 sem problemas. Outra coisa, as disciplinas de 2013-1 não serão perdidas e poderão ser aproveitadas, sendo que neste caso elas não migrarão com notas, serão apenas dispensadas na contagem de créditos para conclusão.

O link abaixo disponibiliza a Resolução 06/2010 completa.

Programa de Ocupação de Vagas Ociosas POVOAR Resolução 06-2010

Resolução CEG 01/2016 – Retificação da POVOAR 06/2010

 

Qualquer dúvida é só postar que vou tentar responder todo mundo. Ajudem a divulgar o Blog e a página do Licenciados no Facebook Licenciados UFRJ curtam e compartilhem com os amigos.

Valeu galera. Fiquem com Deus.

Até a próxima

Fábio Márcio Miranda

Chefe da Divisão de Assentamento da DRE

 

Anúncios
Published in: on julho 16, 2016 at 1:48 pm  Comments (26)  

The URI to TrackBack this entry is: https://licenciadosemgraduacaoufrj.wordpress.com/2016/07/16/cuidado-com-novo-vestibular-seu-cr-pode-continuar-o-mesmo-como-fugir-da-resolucao-ceg-062010/trackback/

RSS feed for comments on this post.

26 ComentáriosDeixe um comentário

  1. Excelente esclarecimento!

    • Agradeço e conto com sua ajuda para divulgar esse trabalho de esclarecimento para ajudar os alunos. Procura a página Licenciados UFRJ no Facebook e ajuda a divulgar para os amigos. Fica na paz.

  2. Como é possível saber quando o CEG vai discutir esse assunto novamente?

    • Como todos os assuntos que vão ao CEG se as lideranças estudantis não pressionarem e não bombardearem com processos isso será sempre colocado em segundo plano. Fica na paz.

  3. Alguém já fez isso e funcionou? É possível algum recurso caso o Siga mantenha o CR antigo?

  4. Muito bom o post. Mas fiquei na dúvida, como você mesmo disse no titulo o ”CR pode continuar o mesmo”, no caso eu faço uma engenharia e estou quase certo que passarei para a que quero agora 2013.2, existe alguma maneira de fugir disso, ou posso ser ignorado pela resolução de alguma forma? E se caso não for, ainda posso recorrer?

  5. TENHO REPROVAÇÕES POR RFM (ABANDONO DA DISCIPLINA) NÃO FIZ UMA PROVA SEQUER, NEM PRESENÇA, NADA. ISSO BAIXOU MEU CR E NÃO TO POR DENTRO SE HÁ COMO PEDIR UMA EXCLUSÃO DESSAS REPROVAÇÕES. ALGUÉM SABE?

  6. O que está descrito como CENTRO?
    CCS, CCMN CT? Ou os institutos também contam? Tipo trocar da POLITECNICA pra escola de química zerou o CR de um amigo, essa resolução é meio torta
    !

  7. O cancelamento da matrícula deve ser feito antes de 2013-2 ou pode ser feita a qualquer momento em 2013-2 para entrar em 2014-1 com o cr novo?

  8. Cancelei minha matrícula em 2013.2 . Posso então ingressar no mesmo curso em 2014 sem que meu CR continue o mesmo ??

  9. Isso também vale para transferência interna?

  10. Olá, meu caro.
    Muito obrigado pelo post de esclarecimento, vim pesquisando sobre isso faz um bom tempo. Mas restaram-me 2 dúvidas, se puder, por favor me responda.
    Você menciona que o aluno não pode ter matrícula ATIVA no período antes de optar pela matrícula nova.
    1- Em resoluções da CEG eu cheguei a ler que o conceito de matrícula ativa é o fato de vc estar cursando, tão logo, em situação de trancamento, sua matrícula não estará ativa. Tão logo, só o trancamento bastaria?
    2- No caso o fato “optar por nova matrícula” significa o que? Pois vou fazer vestibular para o mesmo curso(visto que passei por problemas pessoais durante um tempo e obtive muitas reprovações) e o curso em questão só abre turmas no segundo semestre anualmente. Então, eu teria de trancar o primeiro semestre do ano para o qual quero ingressar?

    Abraço
    E parabéns pelo blog!

  11. É possivel soliticar cancelamento de reprovação caso não tenha sido feita nenhuma prova?

    • Não, após a prova não é mais possivel cancelar, apenas trancar a disciplina e isso se estiver dentro da data prevista para isto no calendario academico.

  12. No meu caso, eu cancelei a matrícula na ufrj a quase 4 anos, mas acabei passando para o mesmo curso que havia cancelado antes e agora vou cursar. Sendo assim, meu cr vai continuar o mesmo desse cancelado ou isso só vale para as matrículas antigas que estavam ativas?

    • Oi Ju, tudo bem?
      Ao que parece se você realizou o cancelamento e “liberou” a vaga em questão, você não vai levar as reprovações. Estou passando pela mesma situação =) Pela data da postagem você já deve estar mais esclarecida do que eu hehehe
      Você pegou as dispensas das materias cursadas? compartilha aí com a gente.

      Acho esse espaço de trocas espetacular Fábio Márcio!
      super abraço a todos.

      • Olá! Sim, as reprovações não vieram junto com a matrícula nova. Pelo que eu entendi, para isso acontecer a minha matricula deveria constar só como trancada, ou ativa, e não cancelada. E sim, pedi a dispensa das matérias nas quais fui aprovada e o processo foi super rápido e fácil. No caso da Letras foi só ir ao protocolo e pedir a dispensa, 15 dias depois elas já constavam na minha CRID 🙂

  13. Bom dia, estou tentando fazer essa “manobra”, na instituição que estudo – UNIRIO -, no entanto não encontro nada dizendo que seja necessário cancelar minha matricula antiga por um semestre, acho que eles não tem uma resolução como a da UFRJ para esse tipo de situação. Alguem poderia me ajudar a encontrar mais informações sobre isso? Ou que já tenha passado por essa situação na UNIRIO.

  14. boa tarde, minha matrícula foi cancelada por abandono definitivo em 2011, em 2014/1 me matriculei via enem no mesmo curso, porém eles não fizeram a dispensa de disciplinas como deveriam, pois parece que perderam duas folhas e só me dispensaram de 4 matérias. não tive como cursar visto que estaria, por exemplo, dispensado de fazer contabilidade avançada e teria que fazer a básica 1, no semestre seguinte fiz matrícula no fundão e procurei o argolo para informar que tinha entrado com um pedido de dispensa de disciplina na PV e ainda não tinha obtido resposta. Ele me aconselhou fazer um requerimento diretamente para ele e ao entregá-lo ele prontamente me questionou algumas coisas e fez o processo de dispensa de disciplina. estava tudo certo por um mês quando de repente o sistema lançou um monte de reprovações e meu cr caiu mais que o que obtive quando minha matrícula foi cancelada…
    passei o mês de outubro e novembro do ano passado pedindo uma solução e nada. No semestre 2015/1 fui a PV e pedi para resolverem, mas depois da terceira ida a faculdade entrou em greve. agora o argolo me falou dessa CEG 06/10 e disse que eu nada tenho a reclamar.

  15. Oi ,pessoal. Boa tarde.
    Vem um textão pela frente, mas eu peço, PEÇO MESMO: me ajudem, caso possível. Leiam até o final. Minha situação está bem crítica e eu não tenho a mínima ideia de como posso resolver.
    Eu gostaria muito se alguém pudesse me dar uma ajuda ou me aconselhar como posso proceder no eu caso.
    Eu fui aprovada no vestibular 2016.1 para um curso de período integral, no horário das 08:00 às 17:00 hs.
    Além disso, sou servidora pública federal em período de estágio probatório, desde 2015.
    Quando minhas chefias imediatas souberam da minha aprovação não permitiram a flexibilização do meu horário; eu cumpro 06 horas semanais , 08 às 14 hs.
    Enfim, não consegui comparecer a muitas aulas do semestre 2016.01 e não me liguei no prazo do trancamento das disciplinas.
    O que tentei fazer foi um pedido especial de trancamento através da secretaria do meu curso.
    O pedido não foi adiante por uma série de motivos e minha situação continuou irregular.
    Para este segundo semestre letivo, também houve o mesmo impedimento de liberação junto às minhas chefias.
    Tendo visto isto, fiquei atenta ao prazo de inscrição em disciplinas e ,tendo realizado apenas duas inscrições, solicitei logo após o “trancamento” destas duas disciplinas.
    Eu não sabia que esta ação deixaria minha situação ainda pior : agora estou na iminência de ter minha matrícula cancelada.
    Por favor, além de qualquer procedimento ao nível da secretaria do curso, teria alguma outra orientação ou um outro setor para o qual eu pudesse dirigir este meu caso???
    Eu conquistei esta faculdade após um longo período de 03 anos de vestibular.
    Estou muito aflita porque não consegui cursar outras duas outras faculdades para as quais tinha sido aprovada por conta da situação financeira de minha casa, tendo sido este o motivo que prestei concurso público.
    Além disso, tenho estudado loucamente para conquistar um outro concurso público, no qual eu efetivamente tenha o meu direito à flexibilização de horário garantido.
    Então, reforço novamente meu pedido, caso haja algum setor ou alguma pessoa que possa me instruir quais procedimentos eu possa tomar a fim de não perder esta vaga, eu agradeço.

    • Moça, não dá pra fazer Medicina e trabalhar. Infelizmente, essa é a realidade. Você vai ter que escolher entre o funcionalismo público ou a Medicina. Abraço.

  16. E quando faz mudança de curso pra outro centro, o cra vem zerado?

  17. Boa pergunta, porque a mudança de curso não foi incluída ???
    O mesmo problema persiste, quem vai de letras para Matemática, vai levar todas as disciplinas do histórico ??

    Bizarro isso …. Não seria o caso do Acesso a graduação normalizar isso?

  18. E se trocar de faculdade, se faz o aproveitamento, como é nova matrícula e nova faculdade vai aproveitar somente as aprovadas e ignorar as reprovadas ?

  19. Estou cursando Biotecnologia que faz parte do centro do ccs, mas pretendo entrar através do enem para o curso de letras/ingles, o meu cr será zerado (no caso um novo) ou transferem??? mesmo sendo cursos totalmente diferentes e de centros diferentes??


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: